segunda-feira, 18 de julho de 2016

Óleos essenciais para a doença de Parkinson

Óleos essenciais para a doença de Parkinson

A doença de Parkinson é uma perturbação do movimento que é considerado tanto crônica e progressiva, que afeta cerca de um milhão de pessoas, nos EUA, onde existem dados estatísticos mais formais. Ninguém sabe a causa do mal de Parkinson e oficialmente não há atualmente nenhuma cura para a doença. As opções de tratamento são limitados à intervenção cirúrgica e medicamentos, a fim de proporcionar o alívio dos sintomas. Cada pessoa com Parkinson pode ter um conjunto específico de sintomas, mas eles normalmente incluem uma combinação de coisas como rigidez, tremor, instabilidade da postura e movimento lento. Como o tratamento para a doença é tão limitado, cuidados integrativos,  como acupuntura, yoga, música e arte terapia, terapia animal de estimação, tai chi e a aromaterapia com seus  óleos essenciais para a doença de Parkinson são bastante popular. Muitas dessas técnicas de tratamento naturais são pensados ​​para fornecer alguma forma de alívio dos sintomas.

Não está claro muito claro ainda, como os óleos essenciais podem beneficiar pessoas com doença de Parkinson, ainda requer muitas pesquisas, porém a sua utilização ao longo da história pode fornecer algumas pistas. Óleos essenciais e seu uso,  incluíram  benefícios de cura através de aromaterapia e massagens, bem como condição específica ou alívio dos sintomas através da ingestão, em países onde a aromatologia ingesta é permitida. Hoje, apenas um punhado destas aplicações têm sido exaustivamente estudadas ou avaliadas, mas a evidência mostrou que muitos dos compostos químicos encontrados em óleos essenciais de fato têm uso medicinal e a capacidade de fornecer benefícios calmantes quando usados na aromaterapia. Vale a pena notar que qualquer cuidado integrativo deve ser discutido com um profissional de saúde antes de ser utilizado, ou seja, vale a pena discutir o caso com o médico que acompanha o paciente, e dispor como muitos óleos essenciais podem ser tóxicos ou venenosos se ingeridos, e nem todos são seguros para se aplicar puros, sem risco de irritação.  Por este motivo, recomendo sempre muito estudo ao se utilizar os óleos essenciais. Com alguma compreensão de como eles se portam no organismo, e em primeiro lugar  preocupações de segurança associadas com eles, tornará mais fácil o uso deste óleos essenciais em patologias mais específicas, e será  mais fácil de ver  como os óleos essenciais  podem auxiliar e atuar na  doença de Parkinson e como estes óleos essenciais e a aromaterapia pode ser benéfica, tanto em termos de ajudar as pessoas a lidar com uma condição crônica de saúde, bem como possivelmente fornecendo  alívio aos sintomas.
Deixo os top abaixo com  o propósito de auxiliar no processo do Mal de Parkinson.

1. Copaíba: Tem sido sugerido para as inflamações. A teoria sugere que a redução da inflamação cerebral em pessoas com a condição, pode servir para algum alívio dos sintomas.

2. Sálvia Esclaréia: Utilizada na aromaterapia em casa ou em massagens recebidas fora de casa trouxe alívio dos sintomas  de tremores. porque as reduções de sintomas relatados, que  incluíam: tremor, rigidez, problemas de fala, insônia, dores musculares e articulares, náuseas, dores de cabeça, ansiedade, depressão e muito mais.

3. Olíbano: Este óleo antigo tem recebido muita atenção ultimamente, pois mais e mais estudos estão sendo feitos para determinar exatamente o que o Olíbano,  é capaz de fazer. Um dos seus benefícios sugeridos inclui alívio de inflamação, que se pensa ocorrer também no cérebro, indicando por isso que este óleo essencial pode ser um dos melhores óleos essenciais para a doença de Parkinson.

4. Canela: Há um grande número de benefícios para a saúde associados ao óleo essencial de canela, e que recebeu grande atenção ultimamente nas aplicações supostas em pessoas com diabetes, torna este óleo essencial também um dos melhores óleos essenciais para a doença de Parkinson.


5.Patchouli: redução do tremor é o principal uso do óleo essencial de Patchouli entre os óleos essenciais para a doença de Parkinson. Mais estudos serão necessários para melhor entender o quão poderosos os compostos desta planta podem afetar um dos sintomas mais abundantes da doença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário